ÁGUAS DE BACALHAU

TERÇA-FEIRA #6

Sabiam que estamos neste momento na época de acasalamento do bacalhau? Nas profundezas dos mares frios e nórdicos, andam os machos a fazer grunhidos rítmicos para seduzir as belas fêmeas ! Eles vão fazer muitos saborosos bacalhauzinhos bébés para que depois venham parar nos nosso fogões!

Diz a lenda que existem 1000 maneiras de cozinhar este nosso favorito peixe. E essas receitas são cada uma melhor que a outra. Todas saborosíssimas!  Na verdade o bacalhau já faz parte da nossa dieta desde o século XIV. Contribui para a identidade portuguesa!

Mas de onde surge esta expressão que soa tão tipicamente portuguesa?

O significado dela é equivalente a “dar em nada”, “não ter resultados”, “não ter seguimento”. Isso poderia ser explicado pelo facto do bacalhau seco e salgado necessita ser demolhado antes de cozinhado. Essa água residual depois da demolha do bacalhau já não serve para nada, é deitar fora, esquecer.

Por outro lado, a expressão poderia também referir à tradição antiga dos pescadores dos bacalhoeiros portugueses nos mares nórdicos. Além dos êxitos e aventuras desse tipo de pesca, ocorriam muitas tragédias (muitos homens morriam, muitas cargas e barcos ficaram nestas águas para sempre). Se o sentido da frase é qualquer coisa como "se perder", "ficar sem efeito", "não chegar a bom termo", "ter problemas", a referência aos barcos pescatórios do bacalhau também faz sentido.

Gostaram de ÁGUAS DE BACALHAU?
O saco já está disponível online:
http://www.maniinpasta.co/portugues/aguas-de-bacalhau